Skip to content Skip to left sidebar Skip to right sidebar Skip to footer

Social

TRANSPORTE PÓVOA DE VARZIM | Semana de 26 a 30 de julho

Dia 19 de julho (segunda-feira), começam as inscrições para a ida à Praia da Póvoa de Varzim.
Só estarão disponíveis bilhetes diários em virtude da situação pandémica atual.
No momento da inscrição, os cidadãos que integrem os grupos etários contemplados pelo programa de vacinação da Covid-19, devem apresentar comprovativo de vacinação (cartão com registo das duas doses da vacina ou certificado digital)
Mais informações:
– Nos horários de expediente da secretaria da Junta de Freguesia;
– Telefone: 253 576 884;
– E-mail: geral@caldasdastaipas.com

PASSEIO DA FREGUESIA | Passeio ao Alto Minho (Ponte da Barca, Arcos de Valdevez, Viana do Castelo, Vila Praia de Âncora e Esposende)

Dia 21 de junho (segunda-feira) começam as inscrições para o Passeio ao Alto Minho, que se irá realizar no dia 26 de junho (sábado).
Serão garantidas todas as medidas sanitárias exigidas pela DGS.
Mais informações:
– Nos horários de expediente da secretaria da Junta de Freguesia;
– Telefone: 253 576 884;
– E-mail: geral@caldasdastaipas.com

INFORMAÇÃO | Utentes com mais de 60 anos por vacinar (Covid-19)

Tendo em conta que alguns utentes com mais de 60 anos ainda não foram vacinados, o ACES Alto Ave vai iniciar a partir do dia de hoje, no Centro de Vacinação COVID-19, um horário específico para vacinação.
Para o efeito informa-se que o utentes inscritos nas Unidades Funcionais do ACES Alto Ave, para iniciar o processo de vacinação devem, sem marcação prévia, deslocar-se ao Centro de Vacinação de Guimarães, localizado no Pavilhão Multiusos, munidos do documento de identificação (Bilhete de Identidade/Cartão de Cidadão).
Horário: das 18h00 às 19h30 (capacidade 198 pessoas por dia)

Seminário “Cuidador Informal – Cuidar de quem Cuida” decorreu esta terça-feira nas Caldas das Taipas

Numa iniciativa que partiu do Gabinete de Intervenção Social da Junta de Freguesia de Caldelas, entidades do sector social, técnicos, especialistas e autarcas discutiram a temática dos Cuidadores Informais, analisando os benefícios e também as dificuldades já verificadas nas etapas e no processo, numa altura em que se perspetiva o alargamento da medida a todo o país.

Recorde-se que em 2019 foi aprovada a Lei n.º 100/2019, definindo o Estatuto do Cuidador Informal, através de um conjunto de normas que regulam os direitos e deveres do cuidador e da pessoa cuidada, que há vários anos lutam por ver os seus direitos assegurados na legislação portuguesa. Esta legislação estabelece as respetivas medidas de apoio comuns e específicas, tendo iniciado um projeto-piloto que terminará no final deste mês de maio, para residentes em 30 concelhos do país.

Luis Soares, Presidente da Junta de Freguesia de Caldelas e Deputado à Assembleia da República, reconheceu o caminho percorrido nesta matéria, lembrando que há ainda trabalho por fazer para que a medida chegue efetivamente ao maior número de cuidadores, indicando “que todos vão ser precisos para cuidar de uma população cada vez mais envelhecida”. Indicou que o caminho “não pode ser feito de cima para baixo mas na horizontal, envolvendo o governo central, as instituições do estado, as autarquias, as instituições locais e a população”.

A Dra. Paula Oliveira, vereadora da Ação Social do Município de Guimarães, destacou o trabalho da Câmara Municipal na promoção do Programa “Guimarães Concelho Cuidador”, um projeto em rede, com a participação de várias entidades parceiras, que procura dar resposta aos cuidadores e instituições de Guimarães através de “atendimento individualizado” e disponibilidade de recursos nas áreas do conhecimento, apoio jurídico ou capacitação de formação, entre outras. Destacou ainda a disponibilidade do município, das suas freguesias e instituições do setor social para abraçar este e outros projetos sociais, direcionados para a população mais frágil. Já na sessão de encerramento destacou a tarefa principal é “cuidar da vida”

O Diretor do Centro Distrital de Braga do Instituto da Segurança Social, Dr. João Ferreira, focou os números desta medida, sendo que o projeto-piloto foi desenvolvido no distrito de Braga nos concelhos de Cabeceiras de Basto e Vieira do Minho.

Numa intervenção do Dr. Hugo Conceição, Diretor do Núcleo de Prestações Familiares e de Solidariedade, foram abordados os direitos e medidas de apoio que o estatuto do cuidador informal implementa. Também a Dra. Fátima Saraiva, Presidente da Associação de Cuidadores Because I Care – Associação para Apoiar e Cuidar de Pessoas que Cuidam, que tem como objetivo desenvolver serviços de suporte que visem a saúde e o bem-estar para diminuição da sobrecarga proveniente do ato de cuidar, instituição sediada em Guimarães, destacou a intervenção que realiza junto dos cuidadores.  Também o Gabinete de Intervenção Social da freguesia de Caldelas partilhou as diversas medidas de apoio social que tem no terreno.

SEMINÁRIO | Cuidador Informal – Cuidar de Quem Cuida

No dia 6 de Setembro de 2019 foi aprovado o tão aguardado estatuto do cuidador informal.
Há vários anos que os cuidadores informais lutam por ver os seus direitos assegurados na legislação portuguesa, e a aprovação deste estatuto veio ajudar milhares de cuidadores que até à data não tinham qualquer tipo de apoio estatal.
Assim, no próximo dia 25 de maio, entre as 09h30 e as 13h00, a Junta de Freguesia de Caldelas irá dinamizar um seminário que pretende abordar esta temática e esclarecer potenciais dúvidas que possam haver.
Local: Auditório dos Bombeiros Voluntários das Caldas das Taipas
Mais informações: 253576884 ou 912118906

CALDAS DAS TAIPAS – 2019 E 2020 EM REVISTA

UMA VILA EM MUDANÇA

Na segunda edição da revista de Caldas das Taipas damos especial destaque às mudanças que aconteceram no ano de 2019 e 2020, as que estão em curso e as que perspetivamos estarem para vir. A nossa comunidade queria uma mudança. E é uma revolução o que temos em curso. Nas pequenas coisas do dia a dia, como a limpeza da nossa freguesia, dos nossos parques de lazer, no embelezamento dos nossos jardins, mas também nas grandes obras estruturantes que estão a mudar a face da nossa freguesia. Mas a melhor mudança está em cada um de nós. Nos voluntários que com o seu trabalho melhoram a cada dia a nossa freguesia e nos cidadãos atentos que procuram a Junta de Freguesia para a resolução dos seus problemas e dos problemas de Caldas das Taipas. Os que nos envolvemos nos projetos comunitários. Todos nós que fazemos uma comunidade forte e unida! É por tudo isto que esta Vila é diferente, está em mudança e só pode ficar melhor! Desejamos a todos Boas Festas e um ano de 2021 com muita saúde!

CLIQUE PARA FAZER O DOWNLOAD EM PDF