Skip to content Skip to left sidebar Skip to right sidebar Skip to footer

Ambiente

CALDAS DAS TAIPAS – 2019 E 2020 EM REVISTA

UMA VILA EM MUDANÇA

Na segunda edição da revista de Caldas das Taipas damos especial destaque às mudanças que aconteceram no ano de 2019 e 2020, as que estão em curso e as que perspetivamos estarem para vir. A nossa comunidade queria uma mudança. E é uma revolução o que temos em curso. Nas pequenas coisas do dia a dia, como a limpeza da nossa freguesia, dos nossos parques de lazer, no embelezamento dos nossos jardins, mas também nas grandes obras estruturantes que estão a mudar a face da nossa freguesia. Mas a melhor mudança está em cada um de nós. Nos voluntários que com o seu trabalho melhoram a cada dia a nossa freguesia e nos cidadãos atentos que procuram a Junta de Freguesia para a resolução dos seus problemas e dos problemas de Caldas das Taipas. Os que nos envolvemos nos projetos comunitários. Todos nós que fazemos uma comunidade forte e unida! É por tudo isto que esta Vila é diferente, está em mudança e só pode ficar melhor! Desejamos a todos Boas Festas e um ano de 2021 com muita saúde!

CLIQUE PARA FAZER O DOWNLOAD EM PDF

Exposição fotográfica “Rios de Plástico” no parque de lazer das Taipas

A Junta de Freguesia e a Brigada Verde pretendem com a concretização desta exposição reduzir o impacto do plástico no ambiente em Caldas das Taipas. A presença de plásticos nas nossas linhas de água é uma realidade que não se pode esconder e mostrar as consequências das nossas ações diárias tem que ser suficiente para mudarmos definitivamente os nossos comportamentos.

Nas limpezas nas margens do rio Ave e das ribeiras da Agrela e da Canhota, efetuadas por voluntários da Brigada verde durante o verão, foram detetadas grandes quantidades de plásticos. Em Caldas das Taipas, pese embora os alertas que têm sido dados, há ainda muitos comportamentos que importa eliminar.

As 10 fotografias são o resultado de um trabalho dos fotógrafos André Brito e Joaquim Beteriano no âmbito do projeto #Aqualastic do Laboratório da Paisagem e já estiveram patentes no centro histórico de Guimarães,

Esta exposição retrata a realidade dos rios Ave e Selho, tem como objetivo principal que as pessoas diminuam o uso de plásticos no dia a dia e só depois de os reutilizarem devem ser colocados nos vários ecopontos amarelos espalhados pela freguesia.

Caldas das Taipas aderiu à campanha “autarquias sem glifosato” da associação ambientalista Quercus

A Freguesia de Caldelas aderiu à campanha “autarquias sem glifosato” da associação ambientalista Quercus, colocando a saúde pública e o Ambiente em primeiro lugar ao comprometer-se a não usar de herbicidas à base da substância ‘glifosato’.

A Junta de Freguesia, desde meados de 2018, que tem vindo a utilizar alternativas ecológicas para o controlo de vegetação espontânea em zonas urbanas, de lazer e junto a estradas, em vez de herbicidas à base da substância ‘glifosato’. Tem-se optado por controlar as ervas espontâneas na maior parte dos casos, a monda manual – que permite a remoção das áreas ajardinadas apenas as espécies com características indesejadas – e a monda moto-manual e mecânica, através de pequenas motorroçadoras aplicáveis em bermas.

Em cada ano estão previstas 2 limpezas anuais (Páscoa e antes do Inverno) na Vila de Caldas das Taipas, no entanto, por não se utilizarem herbicidas e devido a condições atmosféricas propícias tem sido efetuados quatro cortes de vegetação espontânea.

Há ainda um caminho a percorrer na aceitação das ervas espontâneas pela população, num modo mais verde e ecológico dado que cada vez mais devem fazer parte da paisagem urbana.

PRAIA SECA COM CONDIÇÕES PARA SE TORNAR A PRIMEIRA PRAIA FLUVIAL CLASSIFICADA DO RIO AVE A SEGUIR À BARRAGEM DO ERMAL

Junta de Freguesia de Caldelas assinala o 3º ano de mandato submetendo o pedido de classificação da Praia Seca como praia fluvial produto do trabalho dos últimos três anos

O Executivo liderado por Luís Soares assinala, no dia de hoje, o terceiro ano de mandato com o pedido de classificação da Praia Seca como a primeira praia fluvial do Rio Ave.

O pedido à Agência Portuguesa do Ambiente, inclui o processo de monitorização da água cujos resultados positivos permitem obter a classificação da Praia Seca como praia fluvial, a primeira no Rio Ave, a seguir à barragem do Ermal.

O Presidente da Junta de Freguesia faz um balanço positivo dos últimos três anos e coloca o desígnio ambiental no topo das prioridades da Vila das Taipas: “A defesa do nosso património natural é a nossa paixão. Estamos confiantes que vamos finalmente devolver o Rio aos Taipenses obtendo a classificação da primeira praia fluvial ao longo do Rio Ave e concluindo a limpeza e o trilho na margem do Ave.”

Ler Mais

Foram 7 as famílias de Caldas das Taipas galardoadas com o prémio de Eco-Famílias XXI

As famílias da Freguesia de Caldelas participantes no concurso Eco-Famílias XXI superaram o desafio lançado pela Brigada Verde e a Junta de Freguesia, em conjunto com a ABAE. Neste 2.º ano em que se lançou o desafio, pretendeu-se inspirar as famílias para práticas mais sustentáveis e a revelarem mais preocupações com o ambiente, o território e a comunidade.

Ler Mais

Eco-Escolas | Todas as Escolas de Caldas das Taipas renovam o galardão

As Escolas Básicas da Charneca, do Pinheiral, da EB 23 das Taipas, a Escola Secundária de Caldas das Taipas e o Centro Social das Taipas foram merecedoras do galardão de Eco-Escolas pela ABAE, pelo trabalho desenvolvido no ano letivo 2019-20.

Estão todos de parabéns! Os alunos, os professores, as direções, os técnicos de educação e auxiliares, os pais e encarregados de educação e restantes envolvidos, que ajudaram a construir estes galardões, e que diariamente colaboram para Escolas e uma Comunidade mais sustentáveis.

A Junta de Freguesia e a Brigada Verde de Caldelas felicitam todas as Escolas da Vila de Caldas das Taipas por lhes ter sido atribuído o galardão Eco-Escolas. Também se congratula o Agrupamento de Escolas das Taipas, que pela 1ª vez tem todas as escolas galardoadas, e por isso é um Eco-Agrupamento!

Esta boa notícia vem contribuir muito para a recandidatura da Eco-Freguesia da Vila de Caldas das Taipas, considerada a Freguesia mais verde de Portugal, segundo a Associação Bandeira Azul da Europa.

#BrigadaVerdeCaldelas

#EcoFreguesiasxxi

#Ecoescolas

Fim-de-semana da Vaca-loura 2020 – Evento nacional no parque de lazer das Taipas

No sábado (4 de julho) e domingo (5 de julho) às 20h00 decorrerão passeios interpretativos ao crepúsculo, para dar a conhecer o habitat e o ciclo de vida deste que é o maior escaravelho da europa.

 

Este evento nacional ocorre pela 1.ª vez no parque de lazer das Taipas fruto da solicitação da Brigada Verde de Caldelas – Vila de caldas das Taipas, em parceria com a Associação BioLiving.

Temos o privilégio desta espécie escolher, desde há muitos anos, o Parque de lazer das Taipas para viver. A bióloga Mariana Cardoso, associada ao projeto, mostrará o protocolo de monitorização da Vaca-loura, por forma a encontrar e monitorizar esta espécie.

Devido às atuais limitações de aglomerados, em cada dia formar-se-ão grupos de 9 pessoas. Havendo excesso de inscrições ver-se-á a possibilidade de trazer mais monitores para desdobrar os grupos.

Inscreva-se rapidamente, pois as vagas serão disponibilizadas por ordem de inscrição e deverão ser efetuadas individualmente para cada pessoa interessada (Idade mínima de 8 anos). As inscrições devem ser efetuadas através de:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeENlLSmUk28sf-vxTz0UYnkYAmaGs89wUwxdxoOZJF0xHLRg/viewform

Freguesia de Caldelas candidata a proteção da Biodiversidade das Taipas ao Fundo Ambiental

A candidatura apresentada tem como principal fim a valorização do capital natural da freguesia de Caldelas, para a conservação, proteção e promoção da biodiversidade existente. Ao mesmo tempo, pretende-se contribuir para o conhecimento, educação, sensibilização, capacitação e mudança de comportamentos, contribuindo para a recuperação e uso sustentável dos ecossistemas de água doce e os seus serviços.

A Junta de Freguesia e a Brigada Verde de Caldelas apresentaram uma candidatura ao Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente para valorizar o território. O Laboratório da Paisagem de Guimarães integra a equipa técnica da candidatura, com 3 especialistas na área Ambiental.  Uma das principais ações incluídas na candidatura é a reabilitação da margem direita do rio Ave e das ribeiras da Canhota e Ribeira da Agrela, que atravessam a freguesia. A dotação máxima do Fundo Ambiental afeta ao aviso é de 500 mil euros, podendo as ações serem financiadas até 70% do orçamento da candidatura.

O fundo a que a autarquia taipense se candidatou visa também o financiamento de um plano de envolvimento, sensibilização e educação ambiental elaborado pela Brigada Verde de Caldelas. Luís Soares, presidente da Junta de Freguesia, salienta a importância que teve a obtenção do 1º lugar a nível nacional no galardão de Eco-Freguesia XXI e a candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia, um caminho que será para continuar a trilhar, defende o autarca.

Este fundo criado pelo Ministério do Ambiente em 2020, tem como finalidade a prossecução dos objetivos de sustentabilidade ambiental e o apoio de políticas ambientais ao nível local, no que respeita à mitigação dos efeitos das alterações climáticas, à defesa dos recursos hídricos, otimização dos resíduos e à conservação da natureza e da biodiversidade.

As 5 Eco-Escolas da Vila de Caldas das Taipas têm um papel muito importante na valorização desta candidatura através da Educação Ambiental dirigida às crianças e jovens em idade escolar, por forma a aumentarem o conhecimento sobre conservação da natureza e biodiversidade e da promoção do reconhecimento do valor do património natural da Freguesia.

A candidatura destina-se ainda a financiar a promoção de campanhas de sensibilização ambiental, com a promoção do envolvimento da população e a criação do Passaporte do Voluntário.

Após a submissão da candidatura, cuja data limite era o dia 19 de junho, segue-se um período de análise por uma Comissão de Avaliação. A primeira lista de seriação das candidaturas deverá ser conhecida num prazo de 45 dias.